SindusCon-SP e Abramat criam grupos de trabalho para discutir BIM, industrialização e coordenação modular

Marcelo Scandaroli

O Sindicato da Indústria da Construção de São Paulo (SindusCon-SP) e a Associação Brasileira da Indústria dos Materiais de Construção (Abramat) decidiram, em reunião realizada na última quinta-feira (15), tomar medidas para incrementar a qualidade e produtividade na cadeia produtiva do setor.

Entre as resoluções adotadas, as entidades planejam criar três grupos de trabalho permanentes com representantes das duas organizações. Tais profissionais tratarão das temáticas Building Information Modeling (BIM), ou Modelagem da Informação na Construção, em português; industrialização e coordenação modular; e logística e resíduos. Os resultados obtidos serão levados a uma nova reunião conjunta, ainda este ano.

A ideia é buscar por soluções que atendam às necessidades de maior produtividade das construtoras, vendendo não só produtos, mas também sistemas. Também ficou definido que as empresas e entidades atuarão na busca de soluções setoriais em curto, médio e longo prazo. Isso deverá ser feito de maneira prática, com a utilização de tecnologia, inovação e cooperação.

No encontro, conduzido pelo vice-presidente do SindusCon-SP, Francisco Antunes de Vasconcellos Neto, e pelo presidente da Abramat, Walter Cover, foram discutidos outros temas de importância ao setor. Entre eles, geração, coleta e tratamento dos resíduos como um item relevante para a competitividade, e o desafio de instituir uma coordenação modular inteligente no setor.

 

 

FONTE:http://construcaomercado.pini.com.br/negocios-incorporacao-construcao/construcao/sinduscon-sp-e-abramat-criam-grupos-de-trabalho-para-discutir-bim-372755-1.aspx


Voltar